karla Martins Consulting

Blog

O que não fazer no LinkedIn: orientações para você ser bem-visto na rede

O LinkedIn tem hoje mais de 850 milhões de utilizadores e mais de 58 milhões de empresas cadastradas. A cada minuto 6 pessoas são contratadas na rede social. Com esses resultados fantásticos, você não pode ficar de fora da maior rede profissional do mundo, mas é preciso ter alguns cuidados, criando uma consciência do que não fazer no LinkedIn. 

No dia a dia, é possível cometer alguns erros que podem prejudicar a sua reputação nessa plataforma. Por isso, quero ajudá-lo a descobrir o que não fazer no LinkedIn. Vem comigo! 

#1 Usar foto não profissional no LinkedIn

O primeiro erro a evitar é escolher uma foto qualquer para o seu perfil. Certifique-se de ter uma foto profissional para o seu LinkedIn ou que não seja muito pessoal, como as selfies para o Instagram. Escolha um fundo neutro e faça uma foto com roupas que costuma ir trabalhar. Ao utilizar uma foto não profissional, o perfil não entrega a credibilidade que a rede exige. 

#2 Pedir recomendações para todos

As recomendações são uma ferramenta muito eficiente para que a rede conheça as suas habilidades e competências. Mas, é preciso dosar. Não precisa pedir recomendações para qualquer pessoa da sua rede. Em vez disso, peça recomendações a antigos colegas, clientes e chefias.

#3 Não se apresentar

Outro erro para evitar no LinkedIn é gerar conexões sem as condignas apresentações. Ao solicitar uma conexão com alguém, envie uma mensagem apresentando-se, informando de onde conhece aquela pessoa e quais são os objetivos naquela conexão. 

#4 Fazer comentários negativos

Sabe o que não fazer no LinkedIn? Comentários negativos. Isso mesmo, é possível evitar algumas críticas, principalmente, se elas não forem solicitadas. Comentários negativos sobre o serviço, aparência ou negócio de alguém pode gerar um grande problema, prejudicando a sua reputação.

#5 Envolver-se em discussões políticas

Sabemos que o mundo passa por uma polarização política muito forte e que, provavelmente, existe a necessidade de se posicionar quanto a isto. Mas, a orientação é que não o faça. O LinkedIn é uma rede profissional e muitos recrutadores ou empresários ainda não conseguem separar o profissional do pessoal, prejudicando os seus resultados. 

#6 Fazer do LinkedIn o seu Instagram pessoal 

Um erro comum é tornar o LinkedIn um Instagram pessoal. Postar desabafos desnecessários ou fazer do LinkedIn um diário pessoal, pode ser muito prejudicial e pode não ser nada bem-visto por muitos utilizadores. 

#7 Erros gramaticais

Antes de postar algum conteúdo ou fazer algum comentário no LinkedIn, faça uma pequena revisão gramatical. Erros de português podem ser mal vistos por recrutadores. 

#8 Plagiar ou replicar posts que não são seus

O plágio é uma das principais coisas que você não deve fazer no LinkedIn. Por isso, os seus conteúdos precisam ser originais. Não adianta replicar posts sem dar os créditos devidos. Você pode estar prejudicando a sua marca pessoal.

#9 Criar ou participar de correntes

As correntes podem ser muito mal vistas pela rede social mais profissional do mundo. Evite participar delas, exceto se forem algo profissional, como ajudar pessoas demitidas em massa, por exemplo.

#10 Fake news

Ainda preciso falar sobre isso? As notícias falsas ganharam muito destaque nos últimos anos e podem eliminar algum candidato de uma seleção, por exemplo. Por isso, faça uma checagem dos fatos que estão em pauta para evitar que o seu perfil esteja envolvido em fake news. 

Agora que já sabe o que não fazer no LinkedIn no dia a dia, que tal profissionalizar o uso dessa ferramenta para garantir visibilidade e conversão? 

Então, eu posso te ajudar! Eu sou a Karla Martins e a minha missão é ajudar profissionais e empresas a criarem posicionamento estratégico no LinkedIn.

Fique por dentro das novidades do LinkedIn

Siga-me

Subscreva à newsletter

Faça o Download

Coloque os seus dados para fazer o download

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.